12-coisas-que-todo-aluno-de-EAD-vai-ouvir

12 coisas que todo aluno de EAD vai ouvir

12/9/2017

Parece até cena de comédia da Sessão da Tarde. Durante uma reunião de família, aquela tia que você quase não vê ou algum amigo dos seus pais, descobre que você faz uma faculdade a distância.  Logo vem a conhecida sequência de reações:

1. olhos arregalados

2. cara de espanto

3. comentários sem noção e perguntas que você já está cansado de responder!

Mas é a vida! Quem escolhe esse modelo de graduação provavelmente já sabe que muitas pessoas ainda não entendem como funciona os cursos a distância.

1. “Mas essa tal de educação a distância funciona?” 

Funciona sim, por quatro motivos básicos:

  •  todo curso a distância de graduação é submetido a uma rígida avaliação do Ministério da Educação (MEC) antes de ser aprovado. A universidade precisa provar que tem o corpo docente, a infraestrutura e os conteúdos necessários para o desenvolvimento das aulas EAD. E essa avaliação é contínua, de tempos em tempos o MEC reavalia todos os cursos novamente;
  • o estudantes dos cursos EAD estão apresentando notas melhores no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) em comparação com estudantes dos cursos presenciais;
  • todo o conteúdo do curso está lá, acessível a qualquer momento – inclusive com a possibilidade de rever as aulas tantas vezes quanto for necessário (o que não ocorre na graduação presencial);
  • é um formato adequado para quem gosta de lidar com tecnologias e de estudar na hora e lugar que achar melhor.

2. “EAD é coisa de gente preguiçosa!” 

Muito pelo contrário! Quem opta pelo modelo EAD geralmente precisa conciliar as atividades do dia com um curso de graduação. Ou seja: não há vida mansa para estudantes dessa modalidade de ensino. Para assistir as aulas e fazer as atividades é fundamental ter disposição, motivação, autonomia e iniciativa.

3. “Não é muito solitário fazer um curso a distância?

 Não! O curso EAD é feito por pessoas para pessoas. É uma atividade humana realizada com o apoio de uma tecnologia.

Alunos, professores e tutores estão em comunicação constante no ambiente virtual de aprendizagem ao longo de todo o curso.

Além disso, o MEC obriga a universidade a oferecer uma quantidade mínima de encontros presenciais durante a graduação. Ou seja: além de interagir virtualmente, todos os integrantes do curso também se encontram presencialmente algumas vezes por semestre para atividades de integração, provas finais, apresentação de trabalhos e defesa do trabalho de conclusão do curso (TCC).

4. “Por que você quis fazer um curso a distância?”

A resposta depende da situação de cada aluno. Você pode escolher entre os principais benefícios dessa modalidade:

  • poder conciliar os estudos com tarefas, trabalho, família, etc;
  • estudar em seu próprio ritmo;
  • ter maior flexibilidade de horário;
  • diversidade de formatos de conteúdos;
  • economizar tempo e dinheiro com deslocamentos;
  • ter o conforto de estudar onde quiser.

5. “Como o professor consegue avaliar um aluno que não está na sala de aula?”

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (onde estão os conteúdos, as ferramentas de interação e as aulas) faz algo que não ocorre no modelo presencial: registra a total participação do aluno, desde os cliques em conteúdos até a participação em aulas, bate papos e fóruns. Ou seja: o sistema EAD fornece uma avaliação completa do estudante, não apenas pelos trabalhos que desenvolve, mas pela sua efetiva atuação no decorrer do curso.

Assim como ocorre na graduação presencial, os alunos de EAD também têm compromissos de entrega de trabalhos, passam por avaliações contínuas e são submetidos a análises de desempenho.

6. “Mas o diploma EAD tem validade legal?” 

O diploma EAD vale tanto quanto o presencial!

O que determina a validade do diploma é o reconhecimento do curso por parte do Ministério da Educação. Se o curso for reconhecido pelo MEC, o documento será válido em todo o território nacional. A informação da modalidade – se é EAD ou presencial – não aparece no diploma. Inclusive, com o diploma de curso EAD é possível participar de concursos públicos, processos seletivos de emprego ou ingressar em cursos de pós-graduação.

7. “Como você vai aprender a prática da profissão estudando a distância?”

Cursos EAD que têm muitas atividades práticas no currículo, como os de Engenharia, por exemplo, são obrigados pelo MEC a desenvolver essas atividades nos laboratórios dos polos de apoio presencial. Em cursos com esse perfil, o aluno acompanha as aulas teóricas por meio do computador, via internet.

As atividades práticas exigem a presença integral do aluno e geralmente são agendadas com antecedência. Podem ser trabalhos de campo, aulas em laboratórios ou oficinas de aprendizagem. Apesar de ser a distância, os cursos EAD têm, sim, momentos de prática em sala de aula presencial sempre que necessário!

8. “Mas o aluno de curso presencial vai saber mais do que você!”

A resposta a esse comentário é: depende. Existem alunos que se destacam em ambas as modalidades. Mas não necessariamente o de curso presencial será melhor que o de EAD – e vice-versa.

O fato é que muitos cursos EAD têm ficado entre os melhores na avaliação do MEC a partir de dados do Exame Nacional de Estudantes (Enade). Isso quer dizer que, no geral, os alunos de cursos a distância têm se saído tão bem quanto seus colegas de cursos presenciais. Em muitos casos, demonstram desempenho superior!

9. “Com tanta distração em casa ou no trabalho, como você consegue focar nas aulas?” 

Os cursos EAD têm o mesmo nível de exigência que os presenciais. Se não houver disciplina e dedicação, o desempenho ficará abaixo da expectativa.  O aluno tem que se sair bem nos trabalhos, participar das atividades de interação e passar pelos mesmos processos de avaliação de desempenho.

No EAD não há horário fixo para as aulas, o que dá a vantagem ao estudante de poder escolher o melhor horário para desenvolver seus estudos – aqueles em que a cabeça está mais fresca, por exemplo, ou quando tiver uma folga do trabalho. Em contrapartida, exige um senso de compromisso às vezes até maior que o presencial. Disciplina e autonomia são as palavras-chave!

10. “Mas você consegue ter colegas de classe?” 

Claro! Dependendo do tipo de graduação, são até cinco anos interagindo praticamente todos os dias com os outros participantes do curso. Criam-se laços naturalmente.

Existem também os encontros presenciais, aulas de laboratório, saída a campo – e nesses eventos as amizades podem ser reforçadas, como em qualquer curso presencial.

11. “Precisa de vestibular para fazer um curso a distância?”

Sim! O processo de seleção é muito similar ao dos cursos presenciais e depende da instituição.

Nas universidades públicas, a vaga é obtida através da realização de vestibulares específicos. Às vezes a concorrência é bem alta! Nas privadas, pela nota do Enem ou por vestibular.

12. “Não sabia que a EAD era tão legal assim!” 

Ufa, ainda bem que você entendeu! :)

Quer fazer um curso a distância? Criamos um teste de perfil EAD que mostra as vantagens e os desafios do seu perfil nesta modalidade de ensino. É grátis, rápido e você ainda consegue uma bolsa de estudo para o curso EAD. Vambora?

Créditos: EAD.com.br

Leia também: 12 coisas que todo aluno de EAD vai ouvir