universo_default

5 mitos sobre o cérebro

23/9/2015

O cérebro ainda guarda muitos mistérios, mesmo com o avanço da ciência ainda há muito o que descobrir. Por isso, alguns mitos sobre o funcionamento desse órgão ainda são repetidos por aí. Sendo assim, não adianta torturar crianças com Mozart: elas não ficarão mais inteligentes por ouvir o compositor.

Saiba mais sobre este e outros mitos do cérebro.

Quem usa o lado esquerdo do cérebro é bom em matemática
É muito comum ouvir que pessoas bem organizadas ou com facilidade para solucionar problemas lógicos são aquelas que “pensam” com a parte esquerda do cérebro. Em compensação, as pessoas que tendem a usar mais o lado direito são as que possuem uma vocação maior para a arte e trabalhos que exigem criatividade.

De acordo com a médica e escritora Lisa Collier Cool, esse mito surgiu nos anos de 1800, quando médicos descobriram que danos causados em um lado do cérebro causavam a perda de habilidades específicas. Entretanto, estudos recentes demonstram que os dois hemisférios do cérebro estão mais ligados do que imaginávamos, sendo que tanto a solução de problemas lógicos quanto a realização de trabalhos criativos disparam atividades nos dois lados do órgão humano.

O cérebro é cinza
Sabe aqueles cérebros acinzentados e dentro de potes que costumamos ver em filmes e seriados de TV? Pois bem, eles existem, mas aquela não é a cor do órgão dentro de nossas cabeças. O cérebro se torna cinza por causa dos produtos químicos usados para a sua conservação.

O álcool mata as células do cérebro
O álcool pode sim matar células do seu cérebro, mas apenas se tiver 100% de pureza. Como as bebidas legalizadas são vendidas com um teor alcoólico muito abaixo disso, a chance de matar os seus neurônios é bem pequena. De acordo com um estudo realizado em 1993 por Grethe Jensen, em vez de matar as células, o álcool danifica as terminações nervosas conhecidas como dendritos. Ou seja, apesar da célula em si não ser invalidada, a forma como ela se comunica com as outras acaba prejudicada. Diferentemente das drogas que atuam em regiões específicas do cérebro, o álcool atua no órgão todo, podendo causar um verdadeiro estrago em casos de abuso.

Usamos apenas 10% do nosso cérebro
Você já deve ter ouvido falar que o ser humano usa apenas 10% do cérebro, certo? Pois bem, esse é um dos mitos mais populares e mais fáceis de serem quebrados. Se isso é verdade, então para que servem os outros 90% do órgão? O fato é que isso não passa de bobagem. Lisa Collier Cool explica que, por meio de tomografias e ressonâncias magnéticas é possível constatar que atividades mentais complexas usam diversas áreas do cérebro e ao fim do dia, o cérebro todo acabou trabalhando.

Mozart e joguinhos aumentam o seu QI
Não seria legal se pudéssemos ficar mais inteligentes ouvindo música ou resolvendo exercícios de lógica?! As músicas de Mozart, são ótimas e colaboram para o aumento da cultura do ouvinte porém, não há respaldo científico para a ideia de que as composições dele possam aumentar a inteligência de alguém. Mesmo assim, existe toda uma indústria de CDs e produtos para bebês que se sustenta em cima desse mito.

Fonte: Techmundo.