dicas_default

Top 10 mitos sobre sua saúde

7/10/2015

Sabe aqueles remédios naturais que sua avó acredita que são milagrosos? Ou aquelas coisas que sua mãe te proíbe de fazer porque diz que faz mal à saúde? Pois é, essas crenças que nós ouvimos desde crianças podem não ser verdade. Olha só!

 

 

1. Comer chocolate dá espinha
Muitas pessoas acreditam que comer chocolate causa espinhas. Os adolescentes ainda não cansaram de fazer promessas para deixar de comer o doce, desde que, em troca, as indesejáveis espinhas não apareçam mais. São várias as possibilidades para o surgimento delas, desde hereditariedade até questões hormonais. Mas o pobre do chocolate, segundo as pesquisas científicas, não tem nada a ver com isso.
 

2. Comer à noite engorda mais

Mais uma para a lista dos que “aceitam qualquer dica para emagrecer”. Comer arroz e feijão à noite não vai fazer você acordar mais pesada no dia seguinte. É preciso saber que o que engorda é a quantidade total de calorias ingeridas ao longo do dia, não o horário em que elas são consumidas. À noite, o problema não é quando, mas o que você come. Por isso, melhor evitar os carboidratos, pois tendem a acumular uma energia em um período no qual ela não é tão necessária – e que você não terá tempo de gastar, com atividades físicas por exemplo.
 

3. Celular pode causar tumor no cérebro

Não é nova a suspeita de que o uso de celular possa ser responsável por causar tumor cerebral. Os avessos à tecnologia sempre levantaram essa hipótese para questionar o crescente número de aparelhos pelo mundo. Entretanto, o maior estudo científico feito até então demonstrou que o uso de celulares não tem nenhuma ligação com câncer no cérebro. Ainda citou que os aparelhos mais recentes têm emissões inferiores de radiação. Mais estudos precisam ser feitos. Até agora, porém, ponto para os adeptos da tecnologia.
 

4. Beber água durante as refeições aumenta a barriga

Há quem acredite que a água consumida durante as refeições seja a única responsável pela barriga saliente. Essa é mais uma crença, pregada pelos adeptos das dietas impossíveis. Ao contrário, quem bebe água durante a alimentação, preenche o espaço do estômago com líquido e pode comer menos do que necessita. A realidade é que não existem segredos para perda de peso: os médicos insistem em dizer que a barriga é uma consequência das calorias ingeridas em excesso.
 

5. Ler com iluminação reduzida prejudica a visão

Uma história de suspense ou de amor dá motivos suficientes para abrir um livro a qualquer hora do dia e em qualquer lugar. Nem sempre as condições para a leitura são ideais. Assim, os leitores abrem mão da visão saudável para avançar algumas páginas, mesmo que no escuro. O que eles desconheciam, porém, é que não há nenhum tipo de prejuízo permanente para a visão de pessoas que leem em locais com pouca iluminação. Ou seja, quando as condições normais se estabelecem, os efeitos negativos para a visão desaparecem.
 

6. Nadar ou tomar banho depois de comer pode matar

Quem nunca foi proibido de entrar na piscina ou até de tomar banho após uma refeição? A regra, estipulada por familiares zelosos, dizia que a criança deveria ficar afastada da água no mínimo uma hora depois de comer. A preocupação era que a pessoa pudesse ter cólicas intensas, capazes de provocar um afogamento: o que não foi registrado em estudos científicos. Além disso, órgãos especializados não estipulam tempo de espera para nadar depois da feijoada. É verdade que, para ajudar na digestão, parte da circulação sanguínea é direcionada para a barriga. Sendo assim, para não prejudicar o processo digestivo, é melhor evitar exercícios pesados após as refeições.
 

7. Tomar vitamina C previne contra a gripe

Potente antioxidante e importante para o equilíbrio do sistema imunológico, a vitamina C ganhou mais fama do que merecia entre os adeptos de receitas milagrosas para prevenir doenças: eles acreditam que o suplemento nutricional é capaz de evitar a gripe. No entanto, só quem tem deficiência da vitamina se beneficia com a reposição. Além de gastar dinheiro sem necessidade, aqueles que exageram na dose podem ter náuseas e dores de estômago.
 

8. Água com açúcar acalma os nervos

Água com açúcar é o remédio natural mais potente para enfrentar momentos de estresse e tensão, certo? Na verdade, não. Ao ser metabolizado pelo organismo, o açúcar se transforma em fonte de energia – e não produz nenhum efeito calmante ou sedativo. Mas quem diz que alcança a tranquilidade após consumir a água adocicada não está necessariamente mentindo: a combinação dos ingredientes pode ter um efeito psicológico.

 

9. Manga com leite é uma combinação fatal

Um café da manhã composto por manga e leite teria o potencial de um poderoso veneno. É o que indica a crença de grande parte dos avós. Bastante saudável, porém, a combinação não é capaz de levar ninguém direto para o hospital – muito menos ao caixão. A péssima fama da mistura foi criada por senhores do engenho, que não desejavam que os escravos consumissem o caro leite e queriam que eles se alimentassem apenas dos frutos das mangueiras.
 

10. Panela de alumínio prejudica a saúde

Ao contrário do que diz a sabedoria popular, as panelas de alumínio não devem ser vistas como vilãs da cozinha e nem podem ser culpadas por problemas graves de saúde. É verdade que a intoxicação por alumínio pode ser associada a quadros desde constipação intestinal até alterações neurológicas. No entanto, estudos garantem que a ingestão do alumínio a partir desses recipientes está bem abaixo do índice diário definido como seguro pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A dica é evitar polir esses utensílios para não comprometer a capacidade protetora da panela. Portanto, não é necessário renovar o paneleiro.
 

Fonte: Veja 10+.